31a02c87916fe0c4ca7750cf3d8ed56d

Project Owner

O que é um adquirente?

David Kelleher,

A adquirência de cartões de crédito envolve o movimento de dinheiro dentro de uma rede financeira de serviços de pagamento interligados. Como funciona hoje, e para onde vai amanhã? A CloudWalk te mostra o caminho!

Todos nós compramos coisas. Comprar coisas é, em última análise, como muitos sobrevivem dentro da atual conjuntura em que vivemos nesta existência comercializada. Conseguimos um emprego, que podemos ter a sorte de gostar e que nos paga um salário suficiente para podermos comprar as coisas que precisamos, e se mais afortunados que alguns, podemos ainda comprar as coisas que não precisamos, mas que gostamos de comprar de qualquer maneira. No seu nível mais fundamental, o comércio existe hoje por causa da necessidade de obter coisas. O que aconteceu foi que o desenvolvimento da humanidade e a necessidade de sobrevivência hoje evoluiu e continua a evoluir em torno de uma necessidade básica essencial de comprar e vender. Esta necessidade, na maioria dos casos, é facilitada pela troca de dinheiro; por transações de crédito e débito, e redes de pagamentos eletrônicos de grande escala que são, em última instância, governadas pelas principais e mais influentes companhias de pagamentos com cartões existentes no momento, tais como VISA e MasterCard, entre outras.

Para o leigo, entender como os pagamentos realmente funcionam hoje é complicado. A grande maioria não quer saber, e na verdade essa maioria não precisa saber, mas você já pensou o que realmente está acontecendo nos bastidores cada vez que você insere o seu cartão de débito ou de crédito em um terminal (POS) e realiza uma transação financeira? Você provavelmente ficaria surpreso ao saber que há uma imensa quantidade de transações diferentes acontecendo em uníssono para realizar e aprovar ou recusar o seu pedido de pagamento.

Imagine uma rede mundial de túneis que, na velocidade da luz (em muitos casos é literalmente isso o que acontece quando seus dados financeiros voam pelas fibras óticas), transportem seus dados privados e protegidos por um sistema interconectado de parceiros em um vasto mundo que é a rede de pagamentos, rapidamente parando em cada membro conectado à ela, validando alguns dados sensíveis ou fazendo alguma verificação de segurança para então retornar ao ponto onde a venda nasceu, no terminal POS, mais rápido do que você poderia imaginar.

O que é um adquirente?

Autorização

A imagem acima ilustra um fluxo típico de autorização de pagamento a partir de um terminal POS originado em um estabelecimento comercial.

  1. O consumidor apresenta seu cartão de crédito para compra.
  2. O comerciante insere o cartão no dispositivo POS e, ao fazê-lo, inicia uma solicitação através do provedor de pagamento (nesse caso CloudWalk) e adiante para o banco adquirente. (Um banco adquirente é uma instituição que processa pagamentos em nome de um comerciante)
  3. O Banco Adquirente encaminha o pedido para a rede de cartões de crédito.
  4. A rede de cartões de crédito encaminha o pedido ao banco emissor do cartão que pode permitir a transação ou não. (Um banco emissor dentro de uma associação, por exemplo Visa ou MasterCard, é permitido pelo banco adquirente para remeter pagamentos)
  5. A rede de cartões de crédito encaminha a resposta do banco emissor ao banco adquirente..
  6. O banco adquirente encaminha a resposta, via CloudWalk para o comerciante e o pagamento é aprovado... neste exemplo!

Esta jornada não é nem um pouco simples. Como mostrado acima, existem muitas partes envolvidas; representantes de compliance, segurança, proteção, validação e verificação, apenas para citar alguns. Cada um deve ser pago no fim das contas, portanto este sistema também não é barato. Os honorários de cada parte vão desde taxas percentuais proporcionais ao valor da venda inicial capturada no POS até taxas fixas por transação. Resta ao consumidor, que injeta o dinheiro na fonte do sistema, pagar as contas.

O processo de autorização acontece em questão de segundos, e para cada transação segue-se um processo de liquidação subsequente, geralmente muito mais lento. Cada membro da rede deve receber o seu dinheiro, em especial o banco adquirente, responsável por facilitar o pagamento, e o comerciante que vende os bens. A figura chave em tudo isso é o Facilitador de Pagamento. Um Facilitador de Pagamento é uma entidade legal responsável pela transferência de fundos entre compradores e vendedores.

O que é a aquisição de cartões de crédito?

Faturamento

Faturamento é o processo pelo qual o valor total de uma transação de pagamento é dividido e entregue por valores predeterminados para todos os envolvidos no processo de captura.

A imagem acima ilustra como os fundos entram no sistema na fonte e facilitam o processo de faturamento.

  1. O comerciante deposita recibos de transações aprovadas no banco adquirente. Esse processo hoje é totalmente eletrônico, mas no passado não era.
  2. O banco Adquirente credita a conta do comerciante ao valor de todos os recibos, menos as taxas.
  3. O banco adquirente envia um pedido de débito para a rede de cartões de crédito.
  4. A rede de cartão de crédito facilita o faturamento, cobra suas taxa, paga a conta adquirente e debita a conta do emissor do cartão.
  5. O emissor do cartão posta a transação mais quaisquer taxas para a conta do titular do cartão.
  6. O titular do cartão recebe um extrato mensal de todas as transações faturadas.

CloudWalk

CloudWalk é um provedor de serviços de pagamentos plug and play, fornecendo serviços de adquirente e sub-adquirente (ou, PSP - Payment Service Provider) em uma escala de vários níveis. Um sub-adquirente é uma entidade contratada pelo banco adquirente para prestar serviços a comerciantes que desejam integrar-se com um facilitador de pagamentos e iniciar a captura de transações de cartão financeiro.

Nosso portal online fornece aos PSPs facilidades de plugar seus comerciantes e começar a oferecer uma riqueza de serviços de pagamento.

Cloudwalk é aderente a PCI (Payment Card Industry) e PA-DSS (Padrão de Segurança de Dados de Aplicação de Pagamento) e é agnóstico de hardware; Ele oferece aplicativos multi-pay e segurança transacional em tempo real na vanguarda da inteligência artificial. CloudWalk está rapidamente construindo sobre o seu histórico significativo na indústria de fintech e esculpir o futuro dos pagamentos sociais.

A última milha de pagamentos será omni-canal e na vanguarda das tecnologias de hoje. Anos-luz à frente das limitações de conceito oferecidos pelos padrões de pagamento de hoje, CloudWalk oferecerá a todos sua própria rede de pagamento integrada com a liberdade que esperamos das experiências sociais e abertas que temos hoje. Aplicações e experiências de pagamento mais inteligentes, registros inteligentes e conciliação instantânea irão significar que seu dinheiro simplesmente existirá onde deveria estar, quando deveria estar lá e mais protegido do que nunca. O futuro é infinito, o futuro é emocionante, o futuro é CloudWalk!

Sobre o autor

David Kelleher é originalmente da Irlanda, mas desde o início de 2014, ele vive e trabalha em São Paulo. Com vasta experiência em gestão de empresas de serviços de TI, ele é Project Owner na CloudWalk.